Thursday, December 14, 2006

007 - CASSINO ROYALE


OO7 - Cassino Royale

Nunca o agente britânico James Bond - 007 foi tão violento e cruel como em Cassino Royale, o 21º filme da franquia surgida em 1962 com O Satânico Dr. No. Desta vez um novo ator está na pele do espião...Daniel Craig, que teve de enfrentar a ira dos fanáticos pela série. Afinal, ele não tem a aura de um Sean Connery, um Roger Moore ou um Pierce Brosnan. Além disso, é baixinho e o primeiro 007 loiro.
Mas Craig não é que supera as expectativas e convence, pois o que vemos em Cassino Royale é a origem do famoso espião...my name is Bond, James Bond! Aqui 007 precisa acabar com o financiador de terroristas Le Chiffre (Mads Mikkelsen), que sangra pelo olho esquerdo. O vilão, desta vez, não pretende acabar com o mundo e sim ganhar um jogo de cartaz e recuperar 100 milhões de dólares para devolver aos seus irados clientes. E Bond tem de evitar isso, com muita pancada, tiros, explosões. É o filme mais sangrento da série.
A Bond-girl, desta feita, não é daqueles mulherões que costumam deixar o bondemaníaco embasbacado, como o fizeram Ursula Andress e Halle Berry, só para citar duas deusas. Eva Green (a Vesper e revelada em Os Sonhadores, de Bernardo Bertolucci) é bonitinha, mas nada mais. E quem viu...007 - A Serviço de Sua Majestade...já adianto uma coisa: 007 não pode se apaixonar...e ver 007, qualquer um deles faz você querer ir atrás de outros filmes da série. Eu indicaria um genial, o de 1973, Viva e Deixe Morrer, com Roger Moore e trilha sonora de Paul MacCartney.
Ah, este é o segundo Cassino Royale da história. Mas o primeiro caiu nas mãos de Woody Allen e acabou virando uma escrachada e psicodélica comédia em meados dos anos 1960. O espião na ocasião foi Sir David Niven, morto em 1983.

No comments: