Thursday, February 11, 2010

SHERLOCK HOLMES



Os fãs de Guy Ritchie, o ex de Madonna, sabem que ele é afeito a violência quase explícita. Então o diretor inglês tem em suas mãos SHERLOCK HOLMES, com Robert Downey Jr. e Jude Law. E o famoso detetive inglês, além do excepcional poder de dedução, ganha também músculos para solucionar os mais difíceis casos na Inglaterra vitoriana. E o mais grave acontece quando o lorde Blackwood (Mark Strong), com tendências satânicas, decide dominar o país e reconquistar a antiga colônia, os Estados Unidos. Para isso, apela para a magia negra, o que foge do conceito de racionalidade do detetive, que ainda por cima tem de lidar com o abandono do companheiro Watson, que está para se casar, e o ressurgimento de um antigo amor (Rachel McAdams).
Robert Downey Jr. consegue dar brilho e muito humor a uma história fraca, onde não faltam correrias, explosões e claro, um vilão caricato ao extremo. O filme, no entanto, tem seus acertos, como a reconstituição quase perfeita da Londres do século XIX, onde imperava a sujeira e a desordem. Porém temos de pensar que a obra foi feita para os novos tempos, onde pensar muito passa longe da grande massa que acorre para as salas de cinema.

cotação: regular
Chico Izidro

1 comment:

Mariana said...

Achei o filme divertido e longo. Não gostei o fato de não ter o suspense que encontramos ao ler o livro de sir conan doyle.