Saturday, December 14, 2013

"O Azul é a Cor Mais Quente"

Adèle (Adele Exarchopoulos) é uma jovem de 15 anos, estudante compenetrada que tenta engatar um namoro com o jovem Thomas (Jérémie Laheurte). Mas a química não rola, até ela verificar que sente atração e forte por Emma (Lea Seydoux), uma garota de cabelos azuis que ela viu na rua e depois encontrou num bar gay. E o romance entre as duas brota forte em "O Azul é a Cor Mais Quente", direção de Abdellatif Kechiche.

O filme tem quase 3 horas de duração. Que são quase imperceptíveis, mostrando o cotidiano de Adèle ao longo de vários anos, desde o início do namoro com Thomas, quando ainda estava com 15 anos, até ela já ser uma professora de crianças, enquanto que Emma batalha para ser reconhecida como pintora. Para espectadores mais sensíveis, o que pode chocar é a cena de sexo, quase explícito, entre Adèle e Emma .

As atrizes se entregaram totalmente nos sete minutos de amor lésbico. O filme passa longe de discussões sobre o homossexualismo. Parece ser normal o relacionamento das duas garotas, sem contestações de nenhuma parte. Aliás, em certo momento, Adèle apresenta Emma para os pais, a conversa flui normalmente, e eles nem desconfiam de que Emma é namorada da filha - há apenas o olhar de Adèle, e logo a cena é cortada. Assim como os anos passam rapidamente, sem maiores explicações por parte do diretor.

Cotação: bom
Chico Izidro

No comments: