Friday, August 31, 2007

O ULTIMATO BOURNE



Jason Bourne se chama Gilberto de Piento e nasceu em Osasco, São Paulo. Verdade. Esta é uma das várias identidades do personagem de Matt Damon no bom O Ultimato Bourne, a última parte da trilogia cinematográfica. Neste episódio, dirigido por Paul Greengrass, que abusa, mas eficientemente, das tomadas externas - as cenas na estação de metrô de Londres e a perseguição pelas ruas de Tânger, no Marrocos, são as melhores dos últimos anos - o assassino arrependido está próximo de descobrir sua real identidade, ao mesmo tempo que se vê obrigado a fugir dos agentes da CIA que têm a missão de eliminá-lo.
O filme, como em A Identidade Bourne e a Supremacia Bourne, faz uma tour por diversos países da Europa e agora como citado acima, até na África e Estados Unidos, mais exatamente Nova Iorque, onde acontece uma sensacional persegfuição automobilística, com direito, claro, a vários carros destruídos. A câmera está mais nervosa do que nunca e faz um contraponto a Matt Damon, que reconhece ter renascido ao interpretar Bourne. Seu personagem é quase calado, metódico, porém extremamente violento. E Damon, zoado a valer em Team America (se não viu ainda, pegue em sua locadora), mostra ser um ótimo ator, apesar de muita gente achar o contrário.

1 comment:

Mauren said...

Um filme para ninguém colocar defeito. Tem cenas fortes de ação. Por sinal, fiquei sabendo que o diretor utilizou para fazer as filmagens a câmera na mão mesmo. As sequências das fugas e lutas são impecáveis. Vale a pena ver e rever. Se for na telona vale mais ainda. Bj