Saturday, June 20, 2009

A MULHER INVISÍVEL



Se eu disser que vi semelhanças entre o ótimo A Mulher Invisível, do diretor Claúdio Torres, com a minha vida, vão me tachar de louco. Afinal, vão perguntar aonde está a Luana Piovani no meu caminho? Olha, não tive nenhuma Luana na minha trajetória, porém namorei ou fiquei com garotas muito lindas. Tá, e o filme? Bem, Selton Mello, excelente como sempre (quando é que ele vai entrar numa furada? Romance, Meu Nome Não é Johnny, O Cheiro do Ralo são para ver e rever), é Pedro, que leva um pontapé da namorada, uma rápida aparição de Maria Luísa Mendonça. Ele, então, entra em deprê e fica trancado no apê durante meses, largando o emprego de supervisor de tráfego. Um dia uma linda mulher bate à sua porta pedindo uma xícara de açucar - Luana Piovani, estonteante.
Os dois iniciam um ardente romance, mas com um porém. Amanda só existe na imaginação de Pedro. E por mais que o amigo Carlos (Vladimir Brichita, que nasceu para fazer papel de canalha) tenta devolver Pedro à realidade, que este não aceita. Ao mesmo tempo, uma vizinha, Vitória (Maria Manoela), nutre uma paixão platônica pelo vizinho esquizofrênico. Aliás, são excelentes as cenas em que Pedro dança numa danceteria, passeia pela rua ou vai ao cinema achando estar acompanhado de Amanda.
Tá, e o que isso tem a ver comigo? Bem, levei um pontapé na bunda, entrei em deprê e só renasci meses depois, namorando muito e escrevendo um livro. A arte imita a vida...

1 comment:

guiolivera said...

quem não sonha com "a mulher invisivel", ainda mais tipo a Luana e depois o selton mello e sempre bom de ver tbm, ta muito bom nos dois, achei bem bom o "jean charles" tbm.