Saturday, May 26, 2018

“Hans Solo – Uma História Star Wars” (Hans Solo – A Star Wars Story)




Harrison Ford eternizou no cinema dois grandes personagens, o arqueólogo aventureiro Indiana Jones e o mercenário intergalático Hans Solo na cinessérie Star Wars. Agora este ícone tem suas origens contadas no longa “Hans Solo – Uma História Star Wars” (Hans Solo – A Star Wars Story), dirigido pelo veterano Ron Howard, que substituiu os demitidos Phil Lord e Christopher Miller, que não conseguiram contentar os produtores com o material que estava filmado.

Para o papel de um jovem Hans Solo foi escalado Alden Ehrenreich, de “Dezesseis Luas”, “Blue Jasmine” e “Ave Cesar” – tarefa árdua para o jovem de 29 anos tentar repetir o sucesso de Ford e o jeito cínico do personagem. Ele até não se sai mal no papel do órfão criado num planeta arrasado, ao lado da também órfã Qi’ra (Emilia Clarke), a quem jura defender e por quem é secretamente apaixonado, além de se tornar um piloto excepcional a se aventurar pelas galáxias.

Solo vai se envolver com um grupo de mercenários liderado pelo esperto Beckett (Woody Harrelson), vai conhecer seu inseparável amigo Chewbacca (Joonas Suotamo) e o inconfiável dono da Millenium Falcon (que passaria para as mãos de Solo), Lando Calrissian (Donald Glover, das séries Community e Atlanta) em busca de um combustível essencial na luta contra o império. Apesar do visual bonito e das belas cenas de batalhas, aliás de tirar o fôlego, “Hans Solo – Uma História Star Wars” ((Hans Solo – A Star Wars Story) é capenga por culpa de seu roteiro, do mais do mesmo, onde os personagens são inconfiáveis, sempre mudando de lado, traindo uns aos outros, chegando a ficar insuportável em determinado momento. Faltou um melhor cuidado.

Duração: 2h15
Cotação: regular

Chico Izidro
Post a Comment