Thursday, May 03, 2018

“Vingadores: Guerra infinita” (Avengers: Infinity War)



Talvez seja a idade, sei lá, mas estes filmes de super-heróis, que tanto me emocionaram um dia, há cada dia começam a ficar sem muito sentido para mim. Vide que não achei nada demais, aliás, mais do mesmo em “Pantera Negra”. E “Vingadores: Guerra infinita” (Avengers: Infinity), direção de Joe e Anthony Russo, é mais do mesmo. Podem xingar bastante, mas são apenas duas horas de brigas, e mais brigas, e destruição, e barulho, e mais barulho, com espaço, de vez em quando para algumas piadinhas.

Claro que é um grande feito reunir diversos super-heróis da Marvel, todos ganhando espaço. Na história, os Vingadores devem combater o vilão Thanos (Josh Brolin), que depois de ver sua civilização Titã ser exterminada, decide reunir as Joias do Infinito para, assim, governar o mundo. E de certa forma, destruir metade dele – afinal todo o vilão quer dominar um mundo destruído. Por que está paranoia?

Então Thanos ameaça a própria existência da Terra, que deverá ser defendida por Thor (Chris Hemsworth), Capitão América (Chris Evans), Homem de Ferro (Robert Downey Jr), Dr. Estranho (Benedict Cumberbach), Pantera Negra (Chadwick Boseman), entre outros. Então vamos a duas horas intermináveis de lutas, lutas. Claro que os efeitos especiais são espetaculares e o final deixa um baita gancho para o próximo filme. Mas é para fãs de videogames.

Duração: 2h30
Cotação: regular

Chico Izidro
Post a Comment