Thursday, June 04, 2015

"A Espiã que Sabia de Menos"




"A Espiã que Sabia de Menos", direção de Paul Feig, tem como objetivo satirizar os filmes de espionagem, focando principalmente em 007. Tanto que utiliza a abertura de forma muito semelhante aos dos famoso agente secreto James Bond, quanto as locações em diversos países, aqui no caso França, Itália e leste europeu como cenários. A espiã, no caso, é a gordinha
Melissa McCarthy, que faz o papel de Susan Cooper, uma nerd que auxilia por computador os espiões que estão em campo, direto da sede da CIA nos Estados Unidos - lembra muito o personagem de Kirsten Vangsness, a Penelope Garcia, do seriado "Criminal Minds".

O seu preferido é o bonitão Bradley Fine (Jude Law), que aparentemente morre em uma missão quando tentava evitar a negociação de uma ogiva nuclear. Susan Cooper, então, se candidata para prosseguir a missão e mesmo sem experiência, é aceita, usando os mais variados disfarces.

Tudo muito bonitinho visualmente, mas a comediante Melissa McCarthy, do seriado "Mike & Molly" e de filmes como "As Bem Armadas" e "Missão Madrinha de Casamento" leva ao extremo o termo chatice, com seus exageros corporais, e não falo de sua obesidade, mas as caretas, tombos forçados, tudo aindatemperado por uma tagarelice insuportável. E ainda temos o incômodo de ver uma dublê com a metade do peso de Melissa
McCarthy nas cenas de ação.

Pelo menos Jude Law faz um ótimo espião, mascarado, arrogante. E Jason Statham também foge de seus papéis característicos, vivendo aqui um agente secreto sem noção, que acha estar arrasando, mas estragando todas as missões.

Cotação: ruim
Chico Izidro

No comments: