Thursday, March 08, 2018

"O Passageiro" (The Commuter)



Filme de ação não precisa ter só porrada, tiro e correria. Pode também apresentar um bom suspense, como é o caso de "O Passageiro" (The Commuter), que traz como protagonista um dos maiores astros do gênero, Liam Neeson, que uma vez já foi Schindler no oscarizado filme de Spielberg. A direção é do catalão Jaume Collet-Serra – que o dirigiu em Noite Sem Fim (2015), Sem Escalas (2014) e Desconhecido (2012).

Neeson vive o vendedor de seguros e ex-policial Michael MacCauley, que tem um cotidiano praticamente igual todos os dias: café da manhã com a família, a esposa é a ex-musa oitentista Elizabeth McGovern, que interpreta Karen. Depois pega o trem, sempre no mesmo horário e vai para a cidade trabalhar. A volta é também de trem, sempre no mesmo horário e com os mesmos companheiros de viagem. Todos se conhecem no trajeto. Até que um mulher, Joanna (Vera Farmiga), senta em frente a MacCauley, e diz estudar comportamento humano e lhe oferece um desafio.

Encontre uma pessoa que não deveria estar no trem, e que carrega uma bolsa suspeita. Descubra quem é e ganhe alguns milhares de dólares – o suficiente para resolver alguns dos seus problemas financeiros. No momento em que aceita o desafio, MacCauley passa a sofrer telefonemas ameaçadores, chantagens. E ele passa a ser observado, não sabe como - é proibido de tentar se comunicar com qualquer pessoa e tem a família ameaçada.

O trem se torna um ambiente claustrofóbico, o diretor aproveita para apresentar vários planos sequências e também ótimos efeitos especiais. A coisa de se encontrar alguém no trem e ele lhe propor algo remete direto ao clássico de Alfred Hitchcock, Pacto Sinistro, de 1951. Divertido.

Duração: 1h45min
Cotação: ótimo

Chico Izidro
Post a Comment