Wednesday, August 23, 2006

Marcha dos Pingüins (por Carol Witczak)


"Na Antártida, sempre nos meses de março, centenas de pingüins fazem uma jornada de milhares de milhas de distância pelo continente a pé, enfrentando animais ferozes, temperaturas frias, ventos congelantes, através das águas profundas e traiçoeiras. Tudo para encontrar o amor verdadeiro." Essa é a matéria prima de um verdadeiro drama contado pelo diretor Luc Jacquet no documentário A Marcha dos Pingüins (La Marche de L'Empereur). O francês não havia nem imaginado que sua produção correria o mundo, mas a combinação dos fatores (um formato diferenciado, uma história ainda não contada, um cenário tão pouco visto, uma trilha sonora marcante), trouxe aos cinéfilos de todo o planeta sensações de desespero, esperança, de aprendizado e de comoção ao mesmo tempo.
Falta fôlego para explicar. Luc Jacquet é, na verdade, um biólogo e, possivelmente, seu maior interesse quando pensou em realizar esse trabalho estava no seu próprio desejo de observar os pingüins imperadores, animais que conseguem se reproduzir onde nenhum outro animal consegue sobreviver. Luc Jacquet, em seu primeiro documentário de longa-metragem, arrasa e encanta. Quem viu, se apaixonou. A obra é perfeita desde o início, a cada piscar de olhos uma nova foto magnífica se mostra e a trilha sonora, planejada pela ótima Émilie Simon, é também vibrante e intensa e traz artistas como Björk e Brian Eno. O cenário é a própria natureza, infinito de gelo e água, espaço sem nenhuma intervenção humana, apenas a dos atores do filme, os pingüins.
Na versão adaptada para o português, as vozes de Patrícia Pillar e Antônio Fagundes fazem uma bela adaptação. Mas em francês, com a narração de Charles Berling e e Romane Bohringer, a obra vale mais a pena, porque a mistura dos fatores já acima citados com essa língua, não tão comum aos nossos ouvidos como o português ou até o inglês, acabam por causar o arrepio na espinha de um drama de amor, de vida e de morte. Vale a pena alugar, ver, rever, comprar o DVD, o CD, o livro e o álbum!!

No comments: