Saturday, November 24, 2012

"Amanhecer - Parte 2"


Finalmente chega ao fim a saga Crepúsculo com "Amanhecer - Parte 2", de Bill Condon. Nele, finalmente a jovem Bella (Kristen Stewart), começa a sentir os primeiros efeitos de sua transformação em vampira, enquanto vê o crescimento acelerado da filha que teve com Edward (Robert Pattinson). A pequena Renesmee, aliás, desenvolve uma ligação com o lobisomem Jake (Taylor Lautner), que era apaixonadíssimo por Bella e agora muda seu foco de atenção. Nesta sequência final, o romance idílico de Bella com Edward está para virar de ponta cabeça, pois os Volturi acreditam que Renesmee, uma mutante e por isso com poderes diferentes, pode ameaçar a existência dos vampiros italianos, que decidem matá-la. Deu, está aí o resumo.

Apesar de custar mais de 130 milhões de dólares, e atrair milhões de pessoas ao cinema, a série continua pecando pela precariedade em seus efeitos especiais e por atuações beirando o medíocre. O bebê Renesmee chega a ser rísivel. É tosco o trabalho digital no rosto do boneco. Não muito pior são os lobos, criados digitalmente e que deixam à mostra o cromaqui. E o que dizer da maquiagem dos vampiros? Uma base branca no rosto dos atores, e só no rosto, pois do pescoço para baixo a cor da pele aparece naturalmente.

Taylor Lautner mais uma vez tira a camisa, para delírio das menininhas, e seu talento parece resumir-se a isso, enquanto que Kristen Stewart e Robert Pattinson permanecem com aquelas caras de tontos, inexpressivos. Nem mesmo o bom ator britânico Michael Sheen, como o líder dos Volturi, salva-se. Passa o filme a fazer caretas. Bem, pelo menos ganhou o dinheirinho dele.

Cotação: ruim
Chico Izidro

No comments: