Friday, November 02, 2012

"Frankenweenie"


Tim Burton acertou em "Frankenweenie". Bela homenagem aos filmes de terror. Até mesmo na escolha das imagens, em preto e branco - deixando aquele climão retrô na história do pequeno Victor Frankenstein. Sim, aqui o criador do Monstro está entrando na adolescência, é solitário, como todo bom nerd, e tem como único amigo o cão Sparky. Que morre atropelado. Victor, inconsolável, acaba trazendo o bichinho de volta à vida por meio de uma experiência científica. Ele aproveita o fato de ter de apresentar um projeto escolar pedido pelo seu professor de ciências, Mr. Rzykruski, que é a cara de Vincent Price, homenageado pelo diretor. O ator foi um dos ícones do terror nos anos 1950 e 1960 e participou da obra-prima de Burton, "Edward Mãos de Tesoura".

Reanimado, Sparky continua dócil, amigo e mais brincalhão do que nunca. O que não acontece quando os coleguinhas de Victor descobrirem o segredo do pequeno cientista e tentarem, eles, também trazer de volta os seus animais de estimação. Esses voltarão monstruosos, trazendo confusão à pequena e conservadora cidade de Nova Holanda. É magistral o discurso que o professor dispara contra a ignorância dos pais dos alunos quando está prestes a ser demitido por fazer os pequenos pensarem e não ficarem restritos a tabus científicos.

"Frankenweenie" traz um manual completo da história do terror, além de evidenciar ser uma obra com grandes referências autobiográficas. Não é à toa que Burton seja tão fúnebre em sua filmografia. Até mesmo alguns personagens são batizados com nomes de personalidades do gênero, como a tartaruga Shelley. E as citações a diversos filmes clássicos estão lá, como "Frankenstein", "A Noiva de Frankenstein", "Godzilla", "Gremlins", "A Múmia", “Os Goonies” e até mesmo "Carrie, A Estranha". As referências estão escondidas em cada cena. Até mesmo "Bambi" é lembrado.

Cotação: ótimo
Chico Izidro

No comments: