Thursday, September 11, 2014

"A Oeste do Fim do Mundo"

O uruguaio nascido na Argentina León é um ex-combatente da Guerra das Malvinas. Traumatizado pelo evento, tentou reconstruir a vida, sem sucesso. Até o casamento, onde teve um filho, fracassou. O jeito que achou para não acabar com a própria vida, como fizeram vários de seus companheiros, foi se isolar do mundo. Em "A Oeste do Fim do Mundo", dirigido por Paulo Nascimento, traz León (Cesar Troncoso, de O Banheiro do Papa) em sua vidinha pacata nos confins da Argentina, gerindo um posto de gasolina que comprou com a herança recebida do pai - de sua modestíssima casa é possível visualizar os Andes. Todos os dias recebe a visita de um motoqueiro, Silas (Nelson Diniz), que lhe leva peças de uma moto que tenta reconstruir. A vida deste homem transforma-se quando surge por ali uma garota, Ana (Fernanda Moro). Brasileira, ela tenta fugir de um relacionamento onde sofria abusos do parceiro e chegar a Santiago do Chile para reencontrar a mãe e a irmã.

Sem ter como seguir viagem, Ana vai ficando por ali. No começo os dois mal se falam. Ele, aliás, é praticamente mudo, enquanto Ana faz perguntas sem parar, irritando León. Com o passar dos dias, mesmo que timidamente e incomodados, vão se aproximando. O filme é feito de sons - das portas batendo, do vento, da chuva e de silêncio da dupla de protagonistas.

"A Oeste do Fim do Mundo" é um filme que se torna tocante, apaixonante. E mostrando que nenhum homem é uma ilha, por mais que tente.

Cotação: ótimo
Chico Izidro

1 comment:

Paola Sánchez said...

Uma das razões pelas quais eu como o filme A oeste do Fim do Mundo está fazendo excelente ator César Troncoso, a quem eu estou sempre seguintes nas produções de teatro, cinema e tv em que participa.