Wednesday, August 19, 2015

“Exorcistas do Vaticano” (The Vatican Tapes)



Um filme de terror onde não existe terror. “Exorcistas do Vaticano” (The Vatican Tapes), direção de Mark Neveldine, mostra a jovem Angela Holmes (Olivia Taylor Dudley) aos poucos sendo possuída pelo demônio. Não bastasse a falta de originalidade na história, a forma como ela é dominada pelo demônio é risível, através de um corte num dedo!

Aos poucos, as pessoas ao redor de Angela começam a sofrer consequências terríveis, e o padre Lozano (Michael Peña), que vaga pelo hospital, sem nada melhor para fazer, pede para que o Vaticano entre em ação, acreditando na possessão da garota. Então é enviado o cardeal Bruun (Peter Anderson), que entrará em cena para tentar exorcizar Angela.

E dê-lhe corpos retorcidos, vozes guturais, móveis sendo deslocados. E ainda tem as imagens gravadas e que param no Vaticano comprovando a possessão de Angela. Mas fica a pergunta, quem filmou e quando, pois desde que ela foi internada, as câmeras já estavam lá, registrando tudo.

“Exorcistas do Vaticano” é um apanhado de outros filmes de terror, com personagens esquecíveis e sub-aproveitados. O namorado de Angela simplesmente é esquecido no meio da história, e o pai dela, de um início valentão, só faz caras e bocas, lamentando o destino da filha. E Michael Peña, geralmente com boas atuações, interpreta um padre beirando o idiota.

Cotação: ruim
Chico Izidro

1 comment:

Karen Rubio said...

Filmes sobre exorcismo são capazes de apavorar o espectador por ser o subgênero do terror a chegar mais perto de retratar ao público. Um filme sobre exorcismos, mas com um caso de possessão demoníaca que em última análise revela que não é o diabo, que todos nós conhecemos um ao outro para sempre, mas um corpo que poderia trazer o fim do mundo é exorcismos no Vaticano. Aqui ele deixou este link com informações, dados e programações sobre o filme: http://www.hbomax.tv/movie/WHL230285/Exorcistas-No-Vaticano As “The Vatican Tapes” tenta revelar um dos segredos mais bem guardados da religião católica: recinto onde o filme registra os casos mais complexos de posse do mundo são salvas. Nada menos do que o próprio Vaticano.