Wednesday, October 21, 2015

“Sicario: Terra de Ninguém” (Sicario)




O cartel do narcotráfico mexicano é deveras violento. E é ele que a CIA vai combater em “Sicario: Terra de Ninguém” (Sicario), direção de Denis Villeneuve. Filme tenso, com uma trilha sonora poderosa, a cargo do compositor Jóhann Jóhannsson, que coloca mais força dramática a cada nota, principalmente em uma cena dentro de um túnel entre os Estados Unidos e o México. As atuações de Emily Blunt, Josh Brolin e Benicio Del Toro também são fortes.

Emily Blunt é Kate Macy, uma agente da CIA destacada para acompanhar missão da agência norte-americana que pretende capturar um poderoso senhor das drogas mexicano. Mas ela é colocada no meio do tiroteio às cegas, pois quase nada lhe é explicado. Os outros agentes são homens brutalizados e cínicos, que não costumam falar muito, daquele tipo atiram primeiro e depois perguntam. O mais misterioso é Alejandro (Del Toro), que terá uma das cenas mais chocantes do filme, quando se depara com o chefe do tráfico e sua família.

Aliás, “Sicario: Terra de Ninguém” (Sicario) já começa dizendo ao que veio, mostrando a invasão de uma casa em Phoenix, onde são encontrados dezenas de corpos enterrados dentro das paredes do local. Outro grande momento é quando os agentes da CIA atravessam a fronteira entre EUA e México e entram na violenta Ciudad Juárez, onde vão buscar um traficante. No percurso são mostrados corpos decapitados e pendurados em pontes – tal qual é registrado no noticiário real. A câmera acompanha a viagem dos carros pelas ruas da cidade mexicana, e também na volta, numa aérea espetacular, mostrando um forte engarrafamento. Realista e cru, mesmo que às vezes acabe por estereotipar os bandidos mexicanos.

Duração: 2h02min

Cotação: ótimo
Chico Izidro

No comments: