Wednesday, April 28, 2010

TUDO PODE DAR CERTO














De volta a sua aldeia natal, Nova Iorque, Woody Allen realiza uma de suas melhores comédias em muito tempo. Em TUDO PODE DAR CERTO (Whatever Works), vemos o dia a dia de Boris Yellnikoff (o excelente Larry David, da série Segura a Onda), o alter-ego do diretor, pois carrega todas as suas neuroses e manias. Após um casamento frustrado e uma tentativa de suicídio desastrada, onde ficou manco da perna direita, Boris, físico que um dia chegou a ser indicado ao Premio Nobel, vive num pardieiro em Manhattan e sobrevive dando aulas de xadrez.
Ele odeia quase tudo ao seu redor, se acha o mais inteligente dos seres humanos e é hipocondríaco. Porém seu mundinho será transformado ao conhecer a jovem Melodie St. Ann Celestine (Evan Rachel Wood, engraçadíssima), que fugiu de sua casa no sul dos Estados Unidos. Apesar de resistir no início, Boris irá se envolver com a garota (nada mais Woody Allen, né), lembrando em certo ponto Manhattan, onde Woody Allen namorava a ninfeta Mariel Hemingway.
A comédia fica mais deliciosa quando entra em cena Patricia Clarkson (de Fatal), a mãe religiosa de Melodie e que em Nova Iorque sofrerá uma grande transformação em seu modo de encarar a vida. Aliás, o diretor repete aqui e sempre de forma hilária, a vida cultural nova-iorquina e seu desprezo a qualquer música feita após os anos 1950.
Em TUDO PODE DAR CERTO, Woody Allen tenta mostrar, enfim, que mesmo por caminhos tortuosos, as coisas acabam se encaixando naturalmente.

Cotação: excelente
Chico Izidro

2 comments:

lucas senna said...

.

www.dado.pag.zip.net said...

joia o seu blog. tbm tenho um espaço no meu dedicado a cinema. Visite la. www.dado.pag.zip.net