Thursday, July 09, 2015

“Os Olhos Amarelos dos Crocodilos”



Josephine (Julie Depardieu) é uma mulher triste, mãe de duas filhas e traída pelo marido. Em toda a sua vida ela sempre foi menosprezada pelos outros, desde a mãe, a filha maior e a irmã mais velha, a dondoca Iris (Emmanuelle Béart, que abusou do botox nos lábios).

Em “Os Olhos Amarelos dos Crocodilos”, direção de Cécile Telerman, é mostrada a vida diferente, mas que se cruza, das duas irmãs. Josephine se separa do marido, mas tem dificuldades financeiras, trabalhando como pesquisadora, enquanto que Iris vive bem, cercada de mordomias proporcionada pelo marido advogado. Durante um almoço, Iris debocha de Josephine e sua predileção por pesquisar a Idade Média. “Ninguém se interessa por isso”, proclama ela. Mas dias depois, durante uma janta, para impressionar um amigo editor, Iris afirma estar escrevendo um livro sobre o período. Como não tem capacidade de escrever duas linhas, ela pede para a irmã escrever o livro como ghost-writer. O livro faz um estrondoso sucesso e Iris leva toda a fama, mesmo que repasse a grana para Josephine.

Porém as coisas não serão tão simples assim. Josephine tem de engolir a vaidade da irmã e o desprezo da filha mais velha, enquanto tem de manter segredo de que ela é a verdadeira autora.

“Os Olhos Amarelos dos Crocodilos” não é só isso. Apresenta vários conflitos familiares, traições, brigas por heranças e a busca pela felicidade. Mas não chega a ser uma dramalhão, apesar de o personagem de Julie Depardieu ser uma verdadeira sofrenilda, com uma cara de que “não apanhou ainda o suficiente”.

Cotação: bom
Chico Izidro

No comments: