Thursday, January 14, 2016

“Eu Sou Ingrid Bergman” (Jag är Ingrid)



Se vivesse hoje, ela seria um astro das redes sociais, arregimentando um grande séquito de seguidores, tanto que gostava de registrar a sua vida. A atriz sueca de “Casablanca” teria completado cem anos em 2015. Em “Eu Sou Ingrid Bergman” (Jag är Ingrid), documentário realizado por Stig Björkman utilizou imagens e fotos feitas pela própria Ingrid, além de cartas e de seu diário, traçando um excelente perfil da atriz.

Ela perdeu os pais ainda cedo e registrar os fatos de sua vida era como mantê-la sempre em evidência, para não esquecer o que havia ocorrido. Iniciou no cinema ainda figurante no final dos anos 1920, e logo se sobressaiu. Inquieta, foi para Hollywood no final da década seguinte e em 1942 estrelaria o clássico “Casablanca”, onde formou par inesquecível com Humphrey Bogart. Anos depois escandalizou a sociedade ao abandonar o marido e a filha e se unir ao cineasta italiano Roberto Rosselini, com quem fora filmar na Itália. Com ele teria outros três filhos, entre eles Isabella Rosselini. Mas Ingrid não sossegaria, pois anos depois deixaria também Roberto para se unir ao produtor de cinema Lars Schimidt. Tudo era registrado incansavelmente pela bela atriz.

O documentário também traz depoimentos de seus quatro filhos, que apesar de terem sido abandonados pela mãe, não mostram nenhum rancor. Pelo contrário, lembram dela como uma mulher alegre, divertida, amável e inquieta. Por isso, as trocas de parceiros, a mudança de países – ela morou em sua Suécia, nos Estados Unidos, na Itália, na França e na Inglaterra.

Ingrid Bergman morreria em 1982, exatamente no dia de seu aniversário, 29 de agosto, aos 67 anos, vítima de câncer. Mas deixou um ótimo registro de sua vida, muito bem aproveitado por Stig Björkman.

Veja o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=LZCIrkKx7yM
Duração: 1h54min

Cotação: ótimo
Chico Izidro

No comments: