Thursday, January 21, 2016

"Vai Que Dá Certo 2"




Já escrevi isso antes, mas ratifico. Uma comédia tem de fazer rir. Se não consegue, é porque fracassou redondamente. É o caso de "Vai Que Dá Certo 2", direção de Maurício Farias, que também tentou aumentar o leque, colocando momentos de ação e suspense no longa.

Ocorre um tropeço tremendo. Em cerca de 90 minutos, não existe nada que faça a gente dar uma mísera risada. Sem contar que as cenas de ação não funcionam. O filme é uma continuação de 2012, em que um grupo de amigos tentava enriquecer após a tentativa de aplicar um golpe. Agora, eles continuam quebrados, vivendo como adolescentes tardios.

E surge a chance de ganhar uma grana quando cai nas mãos de Rodrigo (Danton Mello), Tonico (Felipe Abib) e Amaral (Fábio Porchat) um vídeo com cenas de sexo de Elói (Vladimir Brichta) com uma garota. Detalhe: Elói iria dar o golpe do baú em uma milionária, e o vídeo destruiria seus planos. Só que, evidente, as coisas dão erradas e eles passam a ser perseguidos pelo vilão e também por dois policiais corruptos.


O resultado é um filme pobre, com diálogos forçados, muitos deles rebuscando o mundo pop, como por exemplo, citações a 007. Enfim, “Vai Que Dá Certo 2” não consegue ser engraçado, traz o pior de Fábio Porchat, histérico e repetitivo, enquanto que Danton Mello parece viver num drama, passando o tempo todo com cara triste e sofrida. O primeiro “Vai Que Dá Certo” cativava, com um humor ágil, boa história. Aqui fizeram tudo ao contrário.

Veja o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=9UoCQnaTQSE

Duração: 1h30min

Cotação: ruim
Chico Izidro

No comments: