Thursday, January 14, 2016

“Steve Jobs” (Steve Jobs)



Depois da mal-sucedida cinebiografia de Steve Jobs protagonizada por Ashton Kutcher, chega nova versão da vida do gênio da informática, batizada exatamente de “Steve Jobs” (Steve Jobs), direção de Danny Boyle, e com o alemão-irlandês Michael Fassbender no papel principal.

Ao contrário de “Jobs”, que focava a vida do personagem em ordem cronológica, desde o final da sua adolescência até a morte em 2011, “Steve Jobs” decidiu pela reprodução de três momentos importantes na vida do personagem. E de como ele era um homem de difícil trato.

A história começa em 1984, com o lançamento do Macintosh. Depois pula para 1988, com o surgimento do NeXT Computer e finaliza em 1998, com o surgimento do Ipod. Entre estes fatos, Boyle mostra o difícil relacionamento com a filha Lisa, que ele se recusava a reconhecer a paternidade. Mas o diretor também não esquece os parceiros de Jobs, como a diretora de marketing Joanna Hoffman (interpretada por Kate Winslet), e os parceiros Steve Wosniak (vivido por Seth Rogen) e o auxiliar Andy Hertzfeld, que ele maltratava impiedosamente.

Fassbender está longe de se assemelhar com Steve Jobs – neste quesito Ashton Kutcher levou de barbada, faltando um pouco de cuidado da produção. Porém a interpretação apresentada por Fassbender é tamanha que até conseguimos enxergar Jobs em sua pele. E o retrato mostrado de Jobs não é dos mais elogiosos, pois é mostrado como um homem cínico, egoísta e egocêntrico. A versão não agradou muito os seus familiares. Mas está lá na telona.

Veja o trailer: https://www.youtube.com/watch?list=PL7SRsnf63welcMZcV0pL-pC55WlPzoRvF&v=DYCABywVKBw
Duração: 2h02min

Cotação: bom
Chico Izidro

No comments: