Thursday, September 29, 2016

"O Vale do Amor" (Valley Of Love)




O adeus dos pais a um filho que se mantinha distante é o tema de "O Vale do Amor" (Valley Of Love), direção de Guillaume Nicloux. Um bom filme, que encontra no par principal, Isabelle Huppert (“Amor”) e Gérard Depardieu (“Bem-Vindo a Nova York”), perfeita sintonia.

O filho deles, Michael, se suicidou ingerindo inúmeros comprimidos. Mas deixou uma carta endereçadas aos pais, incluindo um roteiro de viagens que eles devem seguir ao longo de uma semana. O destino é o Vale da Morte, situado na Califórnia, onde ele promete fazer uma aparição pós-vida.

Isabelle Huppert e Gérard Depardieu, que se reencontram na telona após 35 anos - trabalharam juntos em "Loulou”, de Maurice Pialat, tem seus personagens com seus próprios nomes e até a profissão mantida. Numa cena engraçada quase no começo, Depardieu é abordado por um sujeito, que lhe pede um autógrafo: "Você é ator, né? Não me lembro dos seus filmes, mas sei quem você é. Poderia me dar um autógrafo?". E Depardieu assina como Bob de Niro.

A dupla, que constituiu novas famílias, tem a oportunidade de avaliarem suas vidas e de notarem como foram negligentes com Michael – Isabelle teria ficado nada menos que sete anos sem vê-lo.

“O Vale do Amor” é delicado e triste, com Isabelle Huppert trazendo uma carga dramática comovente e Gérard Depardieu mostrando uma fragilidade física sem pudor - ele caminha para lá e cá sem camisa, ostentando uma enorme barriga.


Duração: 1h33min

Cotação: bom
Chico Izidro

No comments: